Motor fundido: como evitar e como resolver


Motor fundido é quando as peças internas do motor perdem sua função por estarem danificadas, quebradas ou derretidas. Isso acontece quando o motor atinge altas temperaturas, levando seus componentes metálicos a se dilatarem e até mesmo a derreterem (fundirem). Por consequência, o motor não funciona mais: na tentativa de dar partida ao carro, é possível ouvir um forte ruído, provocado pelo atrito das peças danificadas do motor.


Como evitar?


Faça trocas de óleo regulares:


Uma das causas mais comuns do motor fundido é a troca de óleo irregular. O óleo é fundamental para o bom desempenho do motor, lubrificando suas peças internas e auxiliando no seu controle de temperatura. Não deixe de realizar trocas de óleo periódicas, de acordo com o manual do proprietário.


Quando o óleo está vencido ou abaixo do nível mínimo, sua função lubrificante é comprometida, resultando no aumento de atrito entre as peças e na elevação da temperatura do motor. Dessa maneira, ele ocorre o risco de fundir.


Substitua os filtros regularmente:


Dependendo do caso, o custo de reparo do motor pode chegar a 50% do preço do carro. Dessa forma, na maioria dos casos, a opção mais segura é retificar o motor completo em uma retificadora que trabalhe dentro das normas ABNT 13032.


Sempre confira o líquido de arrefecimento:


Não deixe de olhar se o nível do líquido no reservatório está adequado. Afinal, a falta dele tem como consequência o aumento de temperatura do motor e sua fundição.


Ao fazer a inspeção do líquido, fique atento em sua coloração. Caso esteja marrom é sinal de ferrugem no motor, e indica a hora de fazer a troca.


Não deixe de fazer manutenção preventiva

Essa é a dica de ouro se quiser evitar problemas em seu carro: as revisões regulares aumentam a vida útil do motor e te fazem economizar a longo prazo.


Como resolver?


Atente-se aos primeiros sinais: ao constatar pequenos ruídos ou baixo desempenho no motor, é recomendado fazer a manutenção imediata para preveni-lo de fundir.


Já se o motor estiver fundido, é necessário diagnosticar a gravidade dos danos, a durabilidade dos reparos e o prejuízo da manutenção. Dependendo do caso, o custo de reparo do motor pode chegar a 50% do preço do carro. Dessa forma, na maioria dos casos, a opção mais segura é retificar o motor completo em uma retificadora que trabalhe dentro das normas ABNT 13032.


Como podemos perceber, o motor fundido é uma situação dispendiosa. Dessa maneira, não deixe de fazer revisões regulares em seu carro, a opção mais fácil, econômica e segura ao longo prazo, para prevenir esse problema.


2 visualizações