5 dicas para comprar carros usados


Foto: Emidio Marques / Arquivo JCS


Você pretende comprar um carro usado e quer saber mais sobre como evitar futuros prejuízos? Então este texto é para você! Pois, nós da Sady preparamos 5 dicas para te ajudar a fazer as melhores escolhas na compra de seu automóvel usado.

1 - Teste o carro antes de comprá-lo

O teste drive por si só não é capaz de assegurar uma boa compra, isso porque rodar por um ou dois quilômetros, provavelmente, só será útil para mostrar os pontos positivos do carro. O ideal é alugar um automóvel (do mesmo modelo) e rodar por 1 ou 2 dias Assim, terá tempo de avaliar o veículo com calma e sem interferência do vendedor.

E, ao contrário do que você está acostumado a fazer, é recomendado pedir para o funcionário do estabelecimento o veículo mais velho do local. Pois, o automóvel lhe mostrará os efeitos do tempo e do uso sob o modelo desejado.

Inclusive, algumas lojas de carros usados já permitem o teste drive prolongado para o cliente, sem acréscimo de custos.

2 - Saiba quais são os carros que ninguém compra

Alguns veículos são muito difíceis de vender e só devem ser comprados com um bom desconto. Por exemplo, os brasileiros preferem automóveis nas cores prata e preto. Carros com cores extravagantes são bastante utilizados por montadoras que lançam um modelo novo, mas costumam encalhar nas lojas. Já veículos brancos ou amarelos sempre despertam a suspeita de que tenham sido usados como táxi no passado.

Outra regra que dita o comportamento do mercado é que quanto mais caro é um carro, mais rápido o seu preço é desvalorizado. A mesma coisa vale para os importados: veículos fabricados no exterior que vendem pouco no Brasil costumam não apresentar uma rede de assitência técnica adequada.

Já os carros fora de linha perdem o valor, visto que a manutenção e a substituição de peças são cada vez mais difíceis com o tempo. Além disso, como a primeira impressão é a que fica, veículos com defeitos e riscos na pintura acabam sendo mais difíceis de vender. E alterações estruturais, como as de carros rebaixados ou turbinados, também não são bem-vistas no mercado.

3 - Informe-se em revistas e sites especializados

Nas redes sociais existem diversos grupos que discutem sobre a qualidade de cada carro. E nos veículos de comunicação, como na revista Quatro Rodas, também existem rankings com os melhores carros. Além disso, em nosso blog nós sempre publicamos dicas sobre o universo automobilístico e seus modelos.

4 - Procure comprar de algum amigo

Quanto mais próximo você for do dono do veículo, menor o risco: se ocorrerem eventuais problemas com o automóvel, você saberá a quem apresentar a reclamação. O único problema é encontrar o modelo desejado, em bom estado, apenas dentro do universo de conhecidos.

A segunda opção mais segura são os carros de concessionárias. Além de serem lojas grandes e com uma reputação a zelar, a maioria dessas empresas carregam junto o nome da montadora. Logo, o fabricante do veículo vai exigir da concessionária qualidade nos serviços prestados aos clientes.

O que afasta os consumidores das concessionárias são os preços cobrados que costumam ser mais caros se comparados com as outras formas de compra. Na escala de maior risco, em seguida aparecem os carros de lojas sem bandeira ou de locadoras.

Ambas oferecem garantia de 90 dias para motor e câmbio. No entanto, a qualidade dos carros ofertados nessas lojas nem sempre será tão boa quanto nas concessionárias. As lojas sem bandeira são as principais compradoras de carros com alta quilometragem ou bem desgastados. Já as locadoras trabalham com muitos carros multiusuário: veículos em que o motorista muitas vezes e não toma o devido cuidado para a conservação.

5 - Contrate um profissional para te acompanhar no dia da compra

Caso opte pelas lojas sem bandeiras pode ser de grande ajuda contratar um especialista para avaliar o carro que você pretende comprar. Isso porque muitos problemas do carro e históricos de acidentes não são visíveis, somente uma pessoa que entenda da mecânica de veículos será capaz de perceber esses possíveis defeitos.

É um adicional na compra que gera grande custo benefício ao longo prazo, pois você comprará um veículo seguro e capaz de durar mais tempo.

Esperamos ter ajudado! Para mais explicações e dicas sobre o universo dos automóveis e autopeças, não perca os conteúdos do nosso blog e acompanhe as nossas redes sociais!


4 visualizações0 comentário